Distribuição do Gás Natural no Estado de São Paulo

A indústria do gás natural caracteriza-se pela forte interdependência entre os agentes, pela sinergia com diversas atividades econômicas, pelo efeito multiplicador de seu crescimento, assim como pelo alto grau de especificidade e de investimentos demandados pelos vários elos de sua cadeia produtiva.

O Estado de São Paulo é o maior consumidor de gás natural no país (responsável por 50% do consumo nacional, excluindo o consumo termelétrico) devido às dimensões de seu parque industrial.

Dividido em três áreas de concessão de distribuição de gás canalizado, o estado é atendido pelas empresas Comgás, Gás Brasiliano e Gás Natural Fenosa, que, juntas, distribuíram em 2010 mais de 15,5 milhões de m³/dia – o equivalente a 31% do consumo brasileiro.

À medida que a estrutura de abastecimento foi crescendo, o gás natural passou a desempenhar um importante papel na economia paulista, principalmente na indústria, que concentra cerca de 80% do total consumido. Ao mesmo tempo, o gás natural configura-se como uma alternativa energética a outras fontes de origem fóssil, contribuindo, dessa forma, com a redução da emissão de gases de efeito estufa.

O desenvolvimento da cadeia produtiva do setor está relacionado à perspectiva de crescimento da oferta de gás natural a partir da produção dos campos de pré-sal situados na Bacia de Santos. A exploração proporcionará ganhos de eficiência energética, ambientais e econômicos, além do aumento geral de competitividade do parque industrial nacional.

Fonte: www.energia.sp.gov.br/

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *